Weby shortcut
topo.jpg

Esôfago - Megaesôfago e Leucoplasia

Esôfago - Megaesôfago e Leucoplasia

Figura 1

Figura 2

Figura 3

 

 

 Megaesôfago e Leucoplasia

 

Segmento de esôfago fixado em formaldeído. Órgão dilatado, medindo 12cm na sua maior largura e com aumento da espessura das camadas musculares. Observa-se alterações da mucosa formando placas brancacentas, elevadas que são resultado da leucoplasia (corresponde a metaplasia de epitélio não queratinizado em epitélio queratinizado)  (figura 3), secundário a estase do bolo alimentar estagnado. Essa alteração é devido a dilatação crônica do esôfago por destruição dos plexos mioentéricos. A lesão autonômica leva à perda de peristaltismo e dificuldade na abertura dos esfíncteres. Porção terminal com diâmetro normal (figura 2).