Weby shortcut
topo.jpg

Bexiga - Hipertrofia

Bexiga - Hipertrofia

Figura 1

Figura 2

Figura 3

Figura 4

 

 Bexiga - Hipertrofia

Peça fixada em formaldeído 10%. A bexiga apresenta-se com hipertrofia do músculo destrusor evidenciada por um aumento da espessura da camada muscular vista ao corte sagital. O órgão apresenta aumento do volume, do peso e da consistência. A hipertrofia de bexiga ocorre em consequência da obstrução do colo vesical ou ao fluxo de saída de urina por doenças como hiperplasia prostática, estenose uretral, fibrose e contração inflamatórias da bexiga após tipos variados de cistite, entre outras. Inicialmente há espessamento da parede vesical pela hipertrofia do músculo detrusor. Com a hipertrofia progressiva, os feixes musculares individuais aumentam consideravelmente e produzem trabeculação da parede vesical (figura 2) levando à formação de pseudodivertículos (criptas ou recessos entre os feixes musculares hipertróficos).